Blog Sedes » Finanças Públicas

Finanças Públicas


Set 18 2012

UMA EQUAÇÃO IMPOSSÍVEL IV

1. A equação tornou-se ainda mais impossível! O P.M apresentou um conjunto de medidas em que esqueceu, de forma autista, que os resultados de medidas similares produziram efeitos colaterais (perda de receita fiscal, agravamento do desemprego e efeitos recessivos em sectores não financiados) decorrentes de um modelo que não teve em conta a rápida deterioração [...]

Comentários Desligados

Nov 29 2011

UMA EQUAÇÃO IMPOSSÍVEL II

A equação está cada vez mais impossível. 1.Como foi possível elaborar um orçamento, sem primeiro enquadrar o financiamento do sector público no memorando de entendimento, conhecido que o universo dessas empresas não se podia financiar no mercado, pressuposto esse imposto pela Troika. Este ponto deveria ter sido renegociado antes da elaboração do O.E. Mas ainda [...]

11 comentários até agora

Nov 01 2011

Ambivalências perigosas

Sabe-se: em literatura as ambivalências despertam o prazer da palavra. E da própria vida o mais provável é colhermos a justa impressão de como as nossas relações mais intensas dependem de ambivalências. Por estes motivos, que poderiam desdobrar-se em exercícios de variegação da mesma ideia, nada nos convida a mover processos à figura da ambivalência. [...]

13 comentários até agora

Mar 16 2011

Quem são os responsáveis?

Numa democracia os políticos são responsabilizados pelos seus actos. Agora, que estamos num drama economico, financeiro e social, quem devemos responsabilizar? Sucintamente o problema actual radica na situação financeira comatosa do Estado Português e com isso todas as políticas recentes têm sido justificadas. Quem são os responsáveis? A resposta oficial é: a crise financeira internacional [...]

35 comentários até agora

Jan 12 2011

NÃO APRENDEM NADA COM O MOURINHO !

1.      Não aprendem nada com o Mourinho. Falam demais e quando não devem. Não focam nas suas intervenções, o que interessa. E o que interessa neste momento  é ter orgulho (copiando Mourinho) e defender com unhas e dentes o interesse nacional. Perdoem a linguagem desportiva, mas quando se assiste a intervenções que só deitam azeite [...]

2 comentários até agora

Nov 22 2010

O DESASSOSSEGO TOTAL

1. Todos somos diferentes, mas somos tratados como se assim não fosse. O actual e recente vice-presidente do BCE bem alerta para o facto de problema da Irlanda ser, principalmente, uma questão do seu sistema financeiro, e que é preciso implementar uma solução europeia para o resolver. Na sua forma de apresentar o problema poderia [...]

Comentários Desligados

Nov 08 2010

Falange, fólángjī, e o EDP

The historical irony is that it’s now the Chinese who are poised to slip their fingers into the Portuguese homeland. The more fingers that come… the tighter may be the grip.

Comentários Desligados

Out 27 2010

O ORÇAMENTO DO DESASSOSSEGO II

1.Estamos a fugir para a frente ou acossados pelos Mercados? Há um pouco de verdade nas duas expressões. Resta-nos, de forma controlada, ainda que dolorosa, atingir determinados pressupostos financeiros que agora se entendem, como mais do que necessários, inevitáveis. Depois de andarmos a “cavalgar” as vagas excitantes dos novos instrumentos financeiros que tinham tanto de [...]

Comentários Desligados

Out 18 2010

Exportações/Importações – Uma pergunta sobre o Orçamento de Estado 2011

A fiabilidade do orçamento parece depender de uma expectativa excessivamente optimista sobre o crescimento das exportações (na casa dos 7,3%) em conjugação com uma diminuição das importações (na casa dos -1,7%) A média anual de crescimento das exportações portuguesas no período de 2005-2010 andou acima dos 3% o que é um valor bom, atendendo à [...]

8 comentários até agora

Out 02 2010

Gerir Portugal hoje e no futuro

Portugal não é um “oásis isolado e triste” na complexidade de gerir as expectativas e as realizações que podem levar à melhoria. Digamos que é um oásis com pouca água, pouca vegetação, demasiados dromedários   e poucas hipóteses de fazer comércio internacional como tanto faz falta. Como faziam os mercadores que utilizavam os ásis para descansar [...]

4 comentários até agora

Seguinte »