Blog Sedes » CIDADES DE EXCELÊNCIA 2008/2009

Ago 12 2009

CIDADES DE EXCELÊNCIA 2008/2009

Publicado por António Guilherme Almeida a 13:51 em Artigos Gerais

A Fundação de Serralves, no Porto, foi palco, no pretérito dia 26 de Junho, da atribuição dos prémios “Cidades de Excelência”, promovido pelo Jornal “Planeamento e Cidades”. Estes prémios têm como objectivo principal dar a conhecer e premiar as melhores práticas para a promoção da qualidade de vida nas cidades e vilas de Portugal. Nesta edição de entrega de prémios foram distinguidos dezasseis municípios portugueses em várias secções a concurso, a saber:
• Secção Projecto Urbano: Esta secção, que foi a mais concorrida, pretendeu avaliar a qualificação do espaço público bem como equipamentos âncora e respectivo arranjo de espaço público. O 1º prémio, neste âmbito, foi atribuído ao projecto designado por “Arranjo Urbanístico da Marginal de Esposende – Zona Norte” – Município de Esposende;
• Secção Plano de Pormenor: Foi distinguido com o 1º prémio o “Plano de Pormenor do Largo do Souto”, do município de S. João da Madeira;
• Secção de “Planeamento Estratégico”: Em relação a esta secção, foram apreciadas as estratégias para o desenvolvimento e premiou o “Projecto Estratégico de Requalificação Urbana da Fonte da Ribeirinha de Santarém’”;
• Secção Mobilidade: O planeamento e gestão da mobilidade, os transportes, a acessibilidade para todos, foram os conteúdos analisados e o 1º prémio foi atribuído aos concelhos do Barreiro, Loures e Moita, com a realização do “Manual de Metodologia e Boas Práticas para a Elaboração de um Plano de Mobilidade Sustentável”;
• Secção Inovação: Podiam concorrer a esta secção trabalhos de tecnologia, redes, internacionalização e arte, tendo sido galardoado o projecto “Rede Ecos – Torres Vedras”;
• Secção Ambiente: Nesta secção enquadravam-se projectos realizados na área da reciclagem, da paisagem, da agenda XXI e do ambiente urbano e natural. Foi considerado vencedor o “Parque Urbano da Cidade de Penafiel”.

A ampla participação de municípios e de equipas projectistas, bem como a qualidade dos projectos apresentados, são demonstrativos da capacidade de realização do poder local, que tem apostado na transformação qualitativa do território e na melhoria da qualidade de vida dos seus cidadãos.

Para além dos prémios atribuídos nas várias secções indicadas, o Jornal “Planeamento e Cidades” distinguiu, igualmente, três personalidades com os prémios: “Percurso Profissional de Excelência”; “Personalidade do Ano”; e “Autarca do Ano”.

Em relação ao prémio “Percurso Profissional de Excelência”, o mesmo foi atribuído a Manuel da Costa Lobo, pelo seu trabalho “em prol da melhoria da qualidade de vida das cidades portuguesas e da ampla difusão de conhecimento em matérias de urbanismo e ordenamento do território”.

O prémio “Personalidade do Ano” foi entregue a Vítor Campos, “pela transformação que operou na Direcção-Geral de Ordenamento do Território tornando-a uma entidade ágil e eficaz, mais próxima das autarquias, produzindo informação útil e em tempo útil, gerando, ela própria, debate em torno das matérias do planeamento do território”.

O galardão “Autarca do Ano” foi atribuído a Fernando Ruas, Presidente da Câmara Municipal de Viseu, devido ao seu trabalho desenvolvido em prol de uma cidade planeada que parece ser capaz de enfrentar os desafios futuros de curto, médio e longo prazos. A cidade de Viseu foi considerada como fruto de um trabalho longo, continuado e com uma visão de futuro. “Pelas novas estruturas da cidade pode ler-se o seu futuro e o pensamento que lhe esteve na origem. Pode ler-se a direcção, o caminho e a missão, sem neblina, nem estorvo. Viseu mostra hoje como é possível pensar a cidade para além do nosso estrito tempo”.

Premiar as boas práticas e o esforço das entidades que promovem o desenvolvimento das cidades e da qualidade de vida dos cidadãos é um bom exemplo a ter sequência. Esperam-se, assim, novas iniciativas…

Comentários Desligados

Não é permitida a inserção de comentários.