width=
Para poder ler documentos em formato PDF necessita do Adobe Acrobat Reader.
    

III ENCONTRO PÚBLICO PASC



III ENCONTRO PÚBLICO PASC
Produtividade para a competitividade “Organização, liderança e novos valores”
É Preciso Mudar Já!

Dia 22 de Junho, às 18.30, na CULTURGEST

A PASC vai discutir, no seu III Encontro, um dos temas mais relevantes para Portugal – a Produtividade para a Competitividade, focado na organização/liderança e valores.

Porque a razão de ser da PASC é dar Voz à Sociedade Civil, para além da experiência da APG e dos seus Associados, responsáveis pela dinamização do debate, queremos o seu contributo, a sua experiência, a sua visão.

Neste III ENCONTRO PÚBLICO da PASC queremos construir respostas com base no pressuposto que o saber e as acções não estão “neles – nos outros”, mas estão em cada um de nós.

Pense, fale com os amigos, com os colegas, com a família… traga uma opinião…o País que queremos, precisa desta nossa nova forma de estar!

Não podemos continuar à espera de respostas, temos que dizer o que queremos que aconteça!

Deixamos alguns tópicos de reflexão:

- A produtividade é agitada como a responsável pelo estado da economia Portuguesa; Transmite-se a ideia de que os portugueses trabalham pouco e mal; Os indicadores mostram que Portugal apresenta a produtividade mais baixa da Europa; Os salários são baixos, mas sê-lo-ão quando comparados com a produtividade?

- No entanto, os Portugueses estão entre os que, na UE, mais horas trabalham diariamente – Porquê?

- Para além disso, os Portugueses são reconhecidos como excelentes enquanto trabalhadores em Países terceiros, qualquer que seja o nível de diferenciação que apresentem – Porquê?

- Apontam-se como causas para a crise económica factores não estruturais, como a cultura portuguesa, o nível dos empreendedores, a falta de qualificação dos trabalhadores;

- Fala-se na informalidade da economia, na burocracia dos processos, no peso da administração pública, na inadequação da legislação laboral, na ineficácia do sistema de justiça, do ensino;

- Culpam-se os governos e a sociedade civil; mas essas são afirmações não quantificáveis!

- Porque não analisar a qualidade/eficácia das lideranças públicas e privadas? A ausência de objectivos quantificáveis dessas mesmas lideranças? A ausência de visão estratégica? A incapacidade para identificar nichos de mercados? As dependências de bens essenciais por parte do País?

 - O que é que cada um de nós pode fazer pelo aumento da produtividade e da competitividade? Que acções simples podemos trazer para o dia a dia?

- Como sair deste ciclo não produtivo/não competitivo?

Estes são apenas algumas ideias, o resto agora é consigo, porque achamos que já percebeu do que se trata!

Venha no dia 22 de Junho e traga-nos a sua ideia…o País precisa de TODAS e TODOS e sobretudo de novas ideias e de novas acções!

«Não pense naquilo que o País pode fazer por si, mas o que você pode fazer pelo País» (JFK)

 

 



VOLTAR